O que influencia a escolha do voto? Para entender melhor este questionamento, a MGov desenvolveu uma pesquisa online para investigar o impacto do portal Meu Município na escolha consciente do candidato junto à Fundação Brava.

O Meu Município é um portal online e gratuito desenvolvido pela Fundação Brava para facilitar o dia a dia do gestor público na análise e acompanhamento dos dados financeiros da cidade. Por conter uma rica base de dados sobre a saúde fiscal do município, o portal se dedicou a, durante o período eleitoral, informar o cidadão sobre os desafios de sua cidade, engajá-lo no processo eleitoral e também a produzir iniciativas que contribuíssem para seu processo de decisão de voto.

A pesquisa foi realizada em duas etapas: antes e depois do primeiro turno das eleições municipais de 2016. O primeiro passo foi cadastrar os participantes, que depois foram divididos aleatoriamente em dois grupos. Um deles foi exposto a conteúdos sobre o portal em suas redes,  enquanto o outro não viu nada. Por fim, os dois grupos responderam ao questionário.

As questões abordavam quais ferramentas os eleitores usam para decidir o voto, o que influencia sua escolha, o quanto se preparam para tomar essa decisão e até o que eles acreditam que influencia o voto do cidadão brasileiro em geral. Esses resultados preliminares ajudaram a entender a percepção sobre a escolha do candidato e a influência do portal nesse processo.

Os participantes que receberam conteúdos do portal disseram se informar com mais frequência por meio do horário eleitoral, panfletos e debates na televisão e são mais inclinados a mudar de opinião sobre sua decisão. Este grupo também reportou acreditar que o cidadão brasileiro, de um modo geral, é mais influenciado por grupos sociais e indicações de amigos e parentes, enquanto sua própria decisão é mais determinada pelas propostas e pelo partido do candidato.

O próximo passo foi aplicar um questionário semelhante depois do primeiro turno das eleições. Nesta etapa, o objetivo principal era identificar os impactos de médio prazo do portal e verificar se aqueles enumerados na primeira etapa se mantiveram neste segundo momento de pesquisa.

Por fim, foi feita ainda uma pesquisa qualitativa com os participantes, para entender melhor a percepção dos usuários. Esse trabalho revelou que os eleitores acham o portal uma iniciativa bastante interessante, pois possibilita uma série de análises e aprendizados, porém pode ser melhor divulgado.

Ficou claro também que, ainda que o site por si só não tenha alterado a escolha do voto, ele contribuiu com  mais informações para a tomada de decisão. Da mesma forma, aqueles que o acessaram e, portanto, tiveram contato com uma fonte confiável, tiveram maior cuidado em escolher outros conteúdos que consomem na internet, deixando de lado aqueles que parecem mais questionáveis.

A pesquisa como um todo trouxe alguns aprendizados importantes.  A exposição a conteúdos do Meu Município, por exemplo, leva as pessoas a de fato acessarem o portal, ao mesmo tempo em que gera um efeito temporário sobre suas impressões acerca do voto consciente. As percepções sobre os fatores que os participantes consideram influenciar a sua própria decisão e a dos demais brasileiros não se mantém no médio prazo, isto é, não há evidências de que o contato com o site gera mudanças mais duradouras nos critérios usados para decidir o voto.

Por fim, o portal Meu Município cumpriu seus objetivos iniciais de informar o cidadão sobre os desafios de sua cidade, engajá-lo no processo eleitoral e de produzir conteúdo que contribuísse na tomada de decisão de voto. Os resultados evidenciaram também uma grande oportunidade de atuação para o portal no âmbito da educação política e cívica, além de expressarem o desejo do cidadão de ter contato com a ferramenta com maior frequência.

Comentários

comentários

Os comentários estão encerrados.

Português