RN Sustentável

Objetivos:

Prototipar uma ferramenta de comunicação para promover a troca de informações relevantes entre agricultores familiares, extensionistas rurais, gestores públicos e territoriais, fortalecendo as capacidades locais para o desenvolvimento sustentável.

Destaque:

Desenvolvimento de comunicação via SMS com os agricultores locais, validado pelas oficinas territoriais.

Parâmetros:

  • Cadastramento: Desenvolvido pela NIPPON por meio das oficinas territoriais para validação do protótipo;
  • Público: Agricultores familiares da cadeia do leite, preferencialmente atendidos pelo Programa Leite Potiguar;
  • Fraseologia: Fluxos interativos automatizados para demonstração dos eixos de governança e qualidade do SMS Rural, através de auto-ativação;
  • Incentivos:A participação no protótipo não foi incentivada.

Soluções MGov:

  • Auto-ativação;
  • Campanhas interativas via SMS.

Resultados principais:

  • Protótipo validado pelas oficinas territoriais e contratação do SMS Rural pelo RN Sustentável em processo de análise.
 
 

Programa Leite Potiguar

Objetivos:

Entender se o Programa Leite Potiguar, a maior iniciativa do Estado em âmbito social (cerca de R$ 80 milhões por ano, beneficiando 150 mil famílias por dia), atendia de fato aos seus objetivos estratégicos.

Destaque:

Com os resultados, o governo estadual universalizou a gestão municipal do programa, com impacto potencial sobre as 150.000 famílias beneficiárias.

Parâmetros:

  • Cadastramento: Face-a-face, com apoio de material produzido pela MGov, por meio dos CRAS no momento da retirada do leite nos postos de distribuição;
  • Público: 700 beneficiários do programa social, em 36 municípios do Estado, distribuidos em todos os 10 territórios rurais do RN;
  • Fraseologia:45 perguntas sobre qualidade da focalização (perfil do público e uso do leite) e sobre a logística de distribuição (frequência, quantidade e qualidade) do programa;
  • Incentivos: R$ 6 em crédito no celular pré-pago àqueles que respondessem a pesquisa até o final.

Soluções MGov:

  • Auto-ativação;
  • Chamadas automáticas de voz.

Resultados principais:

  • Focalização e logística ineficientes: Parcela expressiva dos beneficiários não se encaixava nas prioridades de atendimento, e percepções muito negativas sobre frequência, quantidade e qualidade do leite distribuído;
  • Gestão local: Nos municípios onde o programa era gerido localmente, indicadores significativamente melhores;
  • O Governo do Estado universalizou a gestão municipal do programa, com impacto potencial sobre as 150.000 famílias beneficiárias.
 
Português